SER PROFESSOR

SER PROFESSOR

Ser professor é trabalhar num campo semeado de futuro. O mestre não é o semeador, apenas irriga a sementeira, retira as ervas daninhas e faz com que a cultura ou cultivo se desenvolva. Tampouco ceifará e colherá os frutos, seu papel é facilitar o pleno desenvolvimento da seara.

Ser professor é ser educador e educar é um trabalho de escultor. A própria palavra é oriunda de “educere”, que significa tirar de dentro. A verdadeira educação não significa em ir adicionando virtudes que faltam ao jovem, mas descobrir o que cada um, já traz dentro de si ao nascer ou ao chegar na Escola, e fazê-lo resplandecer.

Ser professor é ter uma vida ao mesmo tempo; dramática, dolorosa e magnífica. Saber que não deve esperar grandes resultados imediatos, mas construir incansavelmente pedaços de amor e alegria no seu trabalho pois aquilo que um professor sonha num dia, leva em muitos anos para construir.

Ser professor no Brasil é ter como patrono Santa Tereza de Ávila, professora da espiritualidade, humanista, doutora da Igreja e uma das mais admiráveis figuras da humanidade.

Ser professor é diferente de ser apenas um transmissor de conhecimentos, isto os meios eletrônicos hoje fazem com sucesso. Contudo o professor é um educador que prepara as novas gerações para um futuro promissor da Pátria. Mostra para os educandos que cada ser humano deve ser respeitado como uma alma sagrada, numa jornada sagrada. O ser humano não necessita apenas conhecimento, mas conhecer-se a si próprio

Ser professor é ser mal remunerado é trabalhar em vários lugares, para ter um salário digno, levar trabalhos escolares para corrigir em casa nos fins de semana, não tendo tempo para dar atenção à família, desgastando suas relações familiares

Ser professor é não é não ter o reconhecimento das autoridades, municipais, estaduais ou federais como essencial para a sustentabilidade do progresso do país, pois não o remuneram condignamente. Nem pela sociedade que o trata como um profissional pouco importante em suas vidas

Ser professor é não ter um órgão de classe, seja uma ordem ou Conselho Regional e Nacional que o defenda e não permita o uso da profissão por quem não é habilitado para o cargo, por exemplo, os técnicos de futebol que apenas e tão somente no brasil são denominados professores

Ser professor é ter uma profissão pouco atraente sendo a pior remunerada entre todas as de nível superior e a que menos atrai os jovens do ensino médio com mais talento e competência. É urgente uma reforma educacional que valorize o professor e equipare os vencimentos aos das outras carreiras do funcionalismo público

Prof Antonio Veloso

Advertisements

About ecologiaespiritual

Profesor universitário aposentado, professor da academia do Corpo de Bombeiros RJ desde 1977. Escritor, Diplomado pela ESG 2002, Geógrafo, mestre em geoquimica, consultor de áreas de risco geológico, diplomado pela Michigan State University em Proficiência em Inglês, Professor do Curso Superior de Bombeiros Militar autor dos livros Sobreviver sem perder a Esperança (sobre morte de filho), Ecologia Espiritual (uma história do Corpo de Bombeiros no Brasil), Treasures of Brasil, além de trabalhos/livros técnicos: Recursos hidricos do Estado do RJ, Geonit (fundação geotécnica de Niterói). Laudos técnicos sobre Escorregamentos na Enseada do Bananal - Ilha Grande e Bumba (niterói)
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s